Ofuscando

02:28 Nathalia Russo 0 Comments


Eu me sinto uma celebridade, quando descubro que as pessoas estão falando de mim pelas costas, criando boatos, espalhando noticias, inventando informações e fazem cara de surpresa quando descobrem que eu descobri...

O melhor de tudo é que eu não me importo com que as pessoas dizem, mas é ótimo saber que eu sou noticia. Que ficam vigiando meus passos pelo blog ou pelo face. Teve uma época que eu parei de escrever por causa disso, desses curiosos, mas isso foi em 2005, 2006 quando eu ainda era um brotinho,  e eu sei que foi a pior coisa que eu fiz, na época os blogs não eram tão famosos, e eu sempre fui viciada em blogs, se eu não tivesse parado talvez meus blogs seriam maiores hoje.

Já atrasei minha vida por conta de comentários alheios, fofoquinhas desde a época da escola, depois faculdade... me afastei muito de amigas mulheres por isso, e ainda hoje tenho meu pé atrás com mulher, meus melhores amigos são homens, e gays.
Eu casei, e acho que nunca cheguei a escrever o sufoco que foi minha vida de recém casada morando numa casa minúscula que eu ainda tinha que dividir com o comercio que eu tinha na época, depois foi o fechamento do meu comercio por eu ter tido uma queda no lucro e o pelé que eu tomei com a telexfree.

Pra quem duvidou tanto, nós saímos daquela casinha pequena, viemos para uma casa maior, apesar de ainda termos dividas, estamos lidando bem com a vida financeira. Pagando umas coisas aqui, outras ali, tenho ajuda da minha avó e dos meus pais.
Estamos no aluguel sim, espero em breve sair dessa vida, mas é uma felicidade pagar as contas de casa, conheço muita gente que não tem certa maturidade pra fazer isso, prefere ficar devendo Deus e o mundo e ostentar coisas materiais para suprir uma felicidade que não tem.

Eu prefiro ostentar uma mente tranquila, mesmo sabendo que eu pago aluguel, eu PAGO aluguel, e fico feliz em poder agora pagar um aluguel mais salgado.
Eu prefiro ostentar um sorriso sincero diante de um tapete que compramos com o dinheiro do nosso bolso, ou pagar as compras do mercado com Dinheiro vivo, mesmo que tenha que ficar controlando as coisas que entram no carrinho de compras, e não ficar pendurando cheques de outras pessoas. Quando eu faço planos de comprar algo no final do mês e tudo coopera para que isso aconteça. Cada coisinha que eu compro com meu dinheiro suado é uma vitória e uma felicidade.

Saber que nunca é tarde para sonhar, aprender algo novo, começar do zero se for preciso. Como uma viciada em jogos eu aprendi que um game over não é motivo pra largar de jogar, e sim começar de novo até conseguir. Foi assim com o piano, com a flauta, com o violão... aulas de arte, pintura, escrita... no trabalho cada dia melhorando o serviço.
Pra ajudar a informação chegar certa nos ouvidos dos curiosos, Sim eu vou me mudar... e olha não tem nada haver com meus queridos leitores esse desabafo, são apenas algumas serpentes que sabem onde a carapuça vai encaixar.

Eu desejo à vocês que: Se cuidem mais, vocês parecem botijão de gás esquecido no canto da cozinha com a roupinha rasgada e suja. Fazer a unha da mão e do pé não ajuda, pega o dinheiro que vocês ostentam comprando coisas á prestação e vão ao salão. Procurem cuidar da saúde também, histórico familiar é propenso à vocês saírem correndo para um endocrinologista, vocês tem filhos que não sabem se virar sozinho pra ter que perder os pais cedo. Por falar em filhos, cuidem também deles, mas não apenas comprando brinquedos caros e roupas de marca, isso só fazem de vocês um cartão de crédito gigante, onde até um “eu te amo” tem que ser passado no debito, cuidem da ética e do bom senso, da honestidade... pensando melhor, acho que a idade que eles tem, pode se considerar que é um caso perdido pra recuperar essa parte da educação que precisa ser cultivado na infância. Cuidem também da sua felicidade na mais simplicidade, porque pessoa feliz não se importa com o que o outro está fazendo, a verdadeira felicidade não olha para os lados, tem sempre um olhar amoroso e carinhoso para com as pessoas ( e com os animais )

É isso que eu estou procurando, essa felicidade... e acreditem, eu estou bem pertinho dela. E vai ser a ultima vez que vou me referir à vocês aqui, não pense que estão abafando, pra mim não fazem nenhuma diferença, só achei que queriam saber que : SIM, eu sei o que vocês andam falando, e Não ! não estou nem ai, inclusive eu calei a ultima pessoa que veio me dizer – sabe o que fulana veio falar de você ? – eu respondi – o que ela diz é problema dela, não é problema meu !

O problema não é meu se andam falando de mim, eu só estou fazendo o que eu vim fazer !

BRILHAR !  e seu meu brilho atrapalha ... VOLTA PARA AS TREVAS MUNRAA !